Pezão sanciona lei que reduz multas de ICMS e IPVA

Posted by Livia Clozel

ICMS e IPVA: Recursos do refinanciamento serão utilizados para o pagamento do décimo terceiro salário de 2018 dos servidores estaduais

O governador Luiz Fernando Pezão sancionou a Lei Complementar 182/18, que permite a redução no valor de multas e juros de ICMS e IPVA aos devedores de impostos. A lei, que foi publicada no Diário Oficial nesta sexta-feira, tem o objetivo de facilitar o pagamento por parte dos devedores.

Segundo Pezão, os recursos deste refinanciamento serão utilizados para o pagamento do décimo terceiro salário de 2018 dos servidores estaduais.

De acordo com o projeto, a redução de multas e dívidas relativa às dívidas de ICMS, que tenham ocorrido até o dia 30 de junho deste ano, será realizada da seguinte forma: Redução de 50% dos juros de mora e de 85% das multas, no caso de pagamento em parcela única; redução de 35% dos juros de mora e de 65% das multas, no caso de pagamento em 15 parcelas; redução de 20% dos juros de mora e de 50% das multas, no caso de pagamento em 30 parcelas; e redução de 15% dos juros de mora e de 40% das multas, no caso de pagamento em 60 parcelas.

Já para créditos tributários do ICMS relacionados exclusivamente às multas cujas dívidas tenham ocorrido até 31 de março de 2018, a redução será da seguinte forma: 50% dos juros de mora e de 70% das multas, no caso de pagamento em parcela única; 35% dos juros de mora e de 55% das multas, no caso de pagamento em 15 parcelas; 20% dos juros de mora e de 40% das multas, no caso de pagamento em 30 parcelas; e 15% dos juros de mora e de 20% das multas, no caso de pagamento em 60 parcelas.

Multas de IPVA

A proposta também aprova redução dos débitos fiscais de multas e juros referentes ao IPVA que ainda não tiverem sido inscritos na Dívida Ativa. Neste caso, somente será realizado o refinanciamento quando o contribuinte for pessoa física e para dívidas que tenham ocorrido até o dia 30 de junho deste ano. O pagamento dos débitos deverá ser feito em até, no máximo, dez parcelas e será dispensado o pagamento de juros e de multas.

A norma também determina que somente poderá ser realizado o parcelamento das dívidas de ICMS e IPVA que tenham valores superiores a 450 UFIR-RJ, aproximadamente R$ 1.480,50. O prazo de adesão à norma será de até 30 dias após a sua regulamentação, a ser feita pelo Executivo através de decreto, não podendo o prazo ser prorrogado.

O refinanciamento das dívidas dos impostos será imediatamente cancelado caso o contribuinte não pague três parcelas consecutivas, tenha parcela não paga por um período superior a 90 dias ou esteja em irregularidade com quaisquer outras obrigações principais ou acessórias vencidas por período maior que 60 dias.

Fonte

Deixe uma resposta

Color Skin

Header Style

Nav Mode

Layout

Wide
Boxed
WhatsApp chat