Fale Conosco

RECEBA O CONTATO DE UM ESPECIALISTA DA FILIAL MAIS PRÓXIMA DE VOCÊ:


É possível optar pelo parcelamento de dívida ativa, logo, quem tem débitos com a União poderão parcelá-los em até 120 meses, um programa interessante para quem deseja quitar os débitos abertos.

Com o nosso serviço de assessoria contábil você pode listar todas as dívidas ativas e então iremos negociá-las, buscando a declaração de parcelamento que melhor se enquadra ao seu tipo de empresa.

Optantes pelo Simples Nacional, por exemplo, podem fazer o parcelamento desde 2016 após a publicação da Portaria 1.110/2016, que estabelece as normas para o parcelamento de débitos apurados na forma do Simples Nacional, instituído pelo artigo 9° da Lei Complementar 155/2016, inscritos em Dívida Ativa da União e administrados pelo mencionado órgão.

Com esta regulamentação, fica estipulado o prazo máximo de 120 vezes, desde que o valor mínimo de cada parcela seja de R$ 300,00. Nas prestações serão acrescidos os juros que é calculado pela taxa Selic.

A portaria que regulamentou o parcelamento para optantes do Simples, diz ainda que o pagamento das prestações deverá ser efetuado exclusivamente mediante Documento de Arrecadação do Simples Nacional (DAS) emitido através do e-CAC da Procuradoria-Geral da Fazenda Nacional (PGFN).

Com a assessoria contábil nós podemos realizar todos os trâmites para o pedido de parcelamento. Não só para empresas do Simples Nacional, como para outras modalidades que possuem até 130 meses para fazer o parcelamento de dívida ativa.

Vantagens do parcelamento de dívida ativa

As regras para o parcelamento de dívida ativa podem mudar e nossos profissionais se mantêm informados sobre essas alterações anuais com o propósito de melhor orientar nossos clientes que buscam alternativas para quitarem suas dívidas com a União, Estados ou Municípios.

Sendo assim, podemos analisar se é vantajoso para a empresa entrar com o pedido de parcelamento ou se há outras alternativas para realizar a quitação do débito, sempre pensando no que é mais vantajoso.

Todos os programas de parcelamento possuem suas regras, levando muitos contribuintes a avaliarem se é interessante ou não aderir a um deles, pensando nos prazos oferecidos e nos valores dos juros que serão acrescidos.

Uma avaliação financeira da empresa é necessária para conseguir encontrar a melhor forma de pagamento, sem que as parcelas venham a caber no orçamento sem prejudicar as demais contas e tributos.

Podemos te ajudar a escolher o parcelamento de dívida ativa que mais se enquadra à situação financeira, estudando esses débitos e fazendo as simulações necessárias para encontrar o programa ideal em relação ao número de parcelas e aos valores de cada uma delas. Fale com um de nossos atendentes e saiba mais sobre o assunto.